segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Onde Está o Pai?


"Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?" (João 14:9)


Filipe e seus irmãos nunca tiveram motivos para insatisfação. Afinal de contas, o carpinteiro de Nazaré sempre fez a sua parte. Em certo sentido, foi o nazareno aquele que os levou à escola, brincou com eles no parque e ficou ao lado das caminhas até que o último começasse a ressonar.

Muito mais que um simples professor, Jesus foi seu Mestre (Mateus 23:10). Não os considerou apenas colegas, mas chamou-os de amigos (João 15:15). Não se contentou em tê-los como enteados, mas adotou-os como filhinhos (João 13:33).

Imaginemos um de nossos filhos olhando para nós e pedindo: “Mostra-nos o Pai” (João 14:8)! Você perguntaria: “Que Pai? Não estás vendo que eu sou o seu Pai” (v. 9)?! E explicaria: “Sou eu quem te gerou. Acompanhei você... Fui a primeira pessoa a te socorrer quando gritastes por mim. Nunca te deixei faltar nada. Quando chorastes, lembra que te tomei no colo e disse: calma, filho; Eu estou aqui”?! E você ainda sente a necessidade de um Pai? Não me consideras suficiente?

E você, caro leitor? Alguma vez já perguntou quem é seu Pai ou onde Ele está? Já sentiu-se desafortunado, mesmo sabendo que o Pai celestial não lhe deixa faltar nada (Mateus 6:26)? Já sentiu-se na solidão, mesmo sabendo que o Senhor não te deixa por um só momento (Mateus 28:20)?

Já sentiu-se esquecido por todos, mesmo sabendo que Deus lembra de você a cada instante, ainda que a sua mãe esqueça de você (Isaías 49:15)? Já desejou um Pai, mesmo sabendo que o afago paterno de Jesus nunca te faltou (Isaías 41.10,13)?

Deus não seria um Pai injusto, a ponto de pôr seus filhos no mundo e os abandonar em seguida (Deuteronômio 31:8). Não fomos criados para sermos entregues à própria sorte, pois temos um Pai bondoso que cuida de nós (Lucas 11:13). Nos momentos mais laboriosos, se utilizarmos as lentes de Jesus, poderemos olhar para Ele e vê o Pai bem pertinho (João 14:9)

Não perca tempo... converse com Ele. Ah!, já sei: Você não sabe por onde começar. Aqui vai uma sugestão: Que tal iniciar chamando-o de Pai??


http://www.gloriosaesperanca.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Graça e paz!
    “Andando” por aí cheguei até o seu Blog e quero te parabenizar pela bênção que pude ver aqui.
    Já estou te seguindo e será uma honra te receber no pastoragente.blogspot.com.
    Se quiser segui-lo vai ser uma alegria pra mim.
    No blog conto da forma mais realista e divertida possível as realidades, dúvidas e experiências de uma simples pastora como eu.
    Fique na paz. Um abraço.

    ResponderExcluir